sábado, 14 de fevereiro de 2009

tristeza no Amor


Quando eu te deixar por algumas horas, sentirás a minha ausência; pensarás em mim.

Quando eu me for por alguns dias, sentirás inquieta e lembrarás de mim.

Quando eu me for por alguns meses, sentirás nostalgia e uma saudade imensa; te deixarás insatisfeita.

Quando eu me for por um ano, a angústia e a ansiedade te farão sofrer.

E quando eu me for por muito tempo... Quando eu não mais te ver... Quando eu não mais sorrir contigo... Quando não mais tiveres o meu carinho... Quando não mais tiveres o meu amor... Parecerás sofrer, parecerás morrer, vazio, indiferente... Não deves sofrer, não deves morrer, isso seria fuga. Lembra-te do nosso amor, deste pobre amor que foi pouco, mas alimentado de recordações e essas são lindas e elas te ajudarão a sofrer menos. Podes lembrar de mim chorando com lágrimas nos olhos ou alegre... Olhe o sol e imagine que muitas vezes ficamos contemplando-o...

Quando tiveres uma flor entre as mãos, não destrua, lembra-te de que eu muito as amei.

Quando ouvires a nossa música, lembre-se que nada poderá fazer com que ela deixe de ser nossa.

Quando ouvires uma criança não se esqueça que para ti eu sempre fui uma criança inocente. Quando alguém beijar o teu rosto, lembra-te que eu já beijei essas faces e uma carícia é sempre motivo de ternura. Quando alguém te olhar nos olhos, lembra-te que eu sempre gostei de te olhar assim.

Quando ofenderes alguém e ver seus olhos cheios de lágrimas, lembra-te que muitas vezes fiquei assim sensibilizado.

Quando alguém chorar por alguma coisa, lembra-te que eu também chorei e...Quando alguém te amar muito, lembra-te que eu também muito te amei.

Assim, quando eu me for, terás em tudo um pouco de minha presença e não sofrerás, porque ela é feita das mais lindas recordações e te darão forças para enfrentar a vida...te fará necessidade de alguém...te animará para ir em busca de algo que preencha o vazio de teus momentos. Lutarás consigo mesmo e esta é a pior das lutas... Mas lembra-te que tudo é passageiro... Então esquecido eu seria para ti... Apenas uma tristeza imensa, uma recordação quase uma saudade, uma chama apagada... Eu serei brisa, eu serei vento, eu serei sol, eu serei um pouco de tudo... Serei um tudo de um nada... E assim serei para ti... ...o tempo que passou...

1 comentário: